Laserterapia Para as Mamães!!

Florais Para Prosperidade
12/01/2020
Afirmações Para Uma Excelente Noite De Sono
05/02/2020

Muitas mamães, ao iniciar o processo de amamentação, começam a enfrentar problemas como fissuras, dores, inflamações e até edemas, por conta da pega errada do bebê ou até mesmo por inexperiência das mamães de primeira viagem.

Tradicionalmente, cuidamos de alguns destes problemas com pomadas (como a de Lanolina, por exemplo), aumento da exposição dos mamilos ao sol (por 15 minutos diariamente), ficar sem sutiã por algum tempo para não abafar os mamilos e até mesmo, algumas acabam recorrendo ao uso de alguns analgésicos em casos de dor ou outros problemas decorrentes da amamentação.

Algumas mulheres usam também absorventes de amamentação, o que pode até mesmo complicar mais o tratamento, caso tenha a presença de fungos e bactérias que causam as estomatites.

Quando observamos que o seio está com excesso de leite, o ideal é que seja feito a ordenha manual para evitar que o seio fique umido por muito tempo e em contato com o sutiã.

Atualmente, alguns médicos indicado para as mamães que elas tenham contato com uma consultora de amamentação, onde esta pode orientar como fazer com que seu bebê tenha uma pega correta na mamada e evitar problemas decorrentes da amamentação.

É comum que as mamães tenham dúvidas em relação a esta fase, como por exemplo, se podem amamentar mesmo quando observam fissúras nos mamilos, e por isso a orientação de um profissional é fundamental. Sugiro que nunca pare de amamentar, deve imediatamente buscar ajuda e tratamento para que não tenhamos a evolução do quadro.

Na fase inicial da amamentação é muito comum que existam alguns desconfortos tanto para a mãe, quanto para o bebê. Por isso a orientação é fundamental antes mesmo da hora do parto. Cada mulher tem uma sensibilidade diferente ao toque do seu corpo. A resistência da pele a determinados estímulos é variável, assim como o processo de cicatrização e regeneração da pele em relação ao atrito de cada mamada.

Nos casos onde observamos fissúras ou onde o processo de cicatrização é mais lento, podemos recomendar para as mamães o tratamento com o Laser de baixa potência que tem ação analgésica, anti-inflamatória e antiedema. O tempo de resposta pode variar de 24 a 48 horas, o que é bem mais rápido que o efeito das tradicionais pomadas de lanolina.

E o que é muito interessante também é que é possível realizar uma sessão de Laserterapia e amamentar logo em seguida, sem prejudicar a mãe ou a criança.

” Médico dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, André Piancastelli, um dos autores da pesquisa publicada na revista “LED”, explica que a luz vermelha de baixa intensidade tem efeito anti-inflamatório o que melhora dor além de provocar o crescimento do colágeno e diminuir as rachadura dos mamilos…” “Nós, seres humanos, somos permeáveis a luz e certos comprimentos de onda conseguem atravessar a pele e estimular componentes genéticos a produzirem novas células para que a pele cicatrize. O laser de baixa intensidade faz com que os vasos sangúineos aumentem e é exatamente isso que precisamos para a cicatrização.” Explica Dr. André.

A Laserterapia é coadjuvante com excelentes resultados na amamentação, o tratamento com Laser Terapêutico de Baixa Potência é seguro, não invasivo, indolor e sem efeitos colaterais. Não interfere também no aumento ou diminuição do leit. Não tem radiação.

É uma luz vermelha de baixa intensidade. É indolor.

Precisamos observar se a mama não está com alguma infeção, pois se estiver, precisamos antes tratar a infeção e só depois usar o laser para ajudar na cicatrização.

Tem alguma mamãe que você conhece que está passando por alguma destas dificuldades??

Compartilhe esta mensagem! Eu posso ajudá-las!!

Laserterapia é auxiliar nos tratamentos para:

Lesões mamilares, abcessos, estomatite, herpes, dermatites, feridas operatórias da cesárea, laceração, etc.

O laser promove a oxigenação celular, analgesia e acelera a cicatrização dos tecidos.

E como complemento, podemos ainda usar ainda a ILIB Terapia para favorecer o equilíbrio sistêmico do organismo da mamãe. Promove também a melhoria do sistema imunológico, promove relaxamento e bem estar.

Nos casos de mastites, a LASERTERAPIA melhora a circulação, incentiva o sistema linfático, inibe processos inflamatórios, estimula a circulação, ações anti-inflamatória e analgésica, reduz edema.

A fissura mamilar, quando tratada com a LASERTERAPIA, observamos o alivio da dor e a diminuição da sensibilidade dolorosa. O laser faz a modulação da inflamação, e com isso auxilia no processo de cicatrização. Tem ação entiedematosa e anti-inflamatória. Também observamos que a Laserterapia tem efeito também na redução dos edemas de mamas.

Candidíase mamária e oral, quando tratadas com o auxílio do laser, observamos que a ação antimicrobiana e antifungica é eliminada,por isso usamos para combater fungos e bactérias.

Geralmente 2 a 3 sessões por semana são recomendadas. Os tratamentos podem variar entre uma a 3 semanas.

Agende sua avaliação pelo telefone: (48) 99918-7863

Abraço,

Vanderléia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Este Conteúdo é Protegido !!
BeTheme WordPress Theme